Pescador ‘luta’ com tubarão nos EUA

Cena foi filmada na costa na Califórnia. Pescador tentou colocar tubarão em caiaque, mas foi jogado na água.

Um vídeo feito na costa da Califórnia, nos EUA, mostra um pescador travando uma “luta” com um tubarão. Depois de fisgar o tubarão de cerca de 2,5 metros de comprimento, o pescador tenta puxá-lo para dentro do caiaque, mas o animal se debate e acaba derrubando o homem na água, segundo a emissora de TV “Fox News”.

Pescador lutou com tubarão de cerca de 2,5 metros de comprimento. (Foto: Reprodução/Fox News)

 

Anúncios

Como evitar os erros mais comuns no ginásio

O American Council on Exercise publicou um estudo sobre as dez principais ‘asneiras’ cometidas por todas nós no ginásio. Falámos com Leonor Madeira, personal trainer do Holmes Place, e pedimos que nos explicasse como podemos evitá-los para que os nossos esforços não sejam em vão.

* Não alongar os músculos

“O alongamento eficaz de um músculo deve durar, pelo menos, 20 minutos”, reforça Leonor Madeira. O que sucede é que as pessoas que treinam sem orientação não respeitam este tempo e estão convencidos que o alongamento é supérfluo. “Até desconhecem quais os músculos que é importante alongar após o treino, pois são estes exercícios que lhes restituem o comprimento normal.” Isto implica um risco acrescido: “os músculos ficam cada vez mais tensos e as probabilidades de lesões, como as roturas musculares, por exemplo, aumentam, dado que vão perdendo a elasticidade.”

*Levantar demasiado peso

Os homens e as mulheres não se comportam da mesma forma no que diz respeito a este aspecto: “como elas estão convencidas que vão ficar ‘enormes’ se levantarem muito peso, as cargas nos treinos tendem a ser tão baixas que não fazem efeito.” O que não corresponde à realidade: “as mulheres, que geralmente até já têm mais do que 30 anos, nem sequer têm testosterona suficiente para que os seus músculos hiperatrofiem sem a ajuda de suplementos alimentares”, explica Leonor. “O que acontece é que se dá um inchaço natural dos músculos durante os primeiros treinos; com a continuação acontece o efeito oposto, ou seja, começam a ‘secar’ e, por isso, a perder volume.” Já os homens cometem o erro oposto, ou seja, usam carga excessiva, o que significa que, se entretanto não se lesionam, comprometem sempre a postura e a qualidade do próprio trabalho, dado que não isolam tão bem o grupo muscular.”

*Não proceder ao aquecimento

O aquecimento permite aumentar a temperatura do corpo, acelerar a respiração e lubrificar as articulações, tudo respostas do nosso organismo necessárias para, a seguir, proceder a um treino eficaz e seguro. “A grande maioria das pessoas não sabe sequer como aquecer. Por isso, uma boa sugestão é fazê-lo andando ou correndo, já que isso possibilita o aquecimento geral de todos os grupos musculares.”

*Parar a sessão sem abrandar

“Isto aplica-se principalmente a quem não está habituada a treinar – e que, por sentir-se esgotada, para abruptamente – e a quem treina em períodos muito curtos, como é o caso da hora do almoço”, lembra a personal trainer. As consequências podem ser graves: “quando estamos a fazer um treino de alta intensidade, em que o coração dispara, se paramos de repente, o coração não abranda logo, antes pelo contrário, até dispara ainda mais.”

*Cair no exagero

“Típico do português!”, comenta Vanda. “Uma pessoa é sedentária há vinte anos e, de repente, inscreve-se num ginásio: durante um ou dois meses vai todos os dias e de preferência passa duas a três horas aos pulos.” Resultado? “Cansa-se num instante ou lesiona-se, porque não tem nem preparação física para o volume de treino que faz, nem técnica para executar cada exercício correctamente.” Um conselho: vá com calma Mais vale ir duas vezes por semana durante uma hora, mas não faltar, do que ir todos os dias e desistir ao fim de uma semana.

*Não se hidratarem

A hidratação é fundamental, não só para uma boa performance, como para prevenir lesões. A maioria das pessoas só bebe água após o treino e é porque sente sede. “Na verdade, deve beber-se água antes, durante e após o treino: hoje sabemos que existe uma proporção directa entre a quantidade de líquidos que vamos perdendo e a diminuição da performance muscular ao longo desse mesmo treino.” Também existe a ideia, sobretudo entre mulheres, que se beberem muita água nos treinos fazem retenção de líquidos: “o que se passa é exactamente o contrário!”, salienta Vanda Madeira.

*Ter uma postura incorrecta

Isso acontece com a grande maioria dos portugueses: basta fazer uma experiência muito simples e, num restaurante, observar as costas das pessoas nas mesas vizinhas. “Não é preciso ser-se entendido em Pilates para perceber que noventa e nove por cento estão’tortas’. O trabalho postural começa pela consciencialização da má postura – se não identifico o erro, não o poderei corrigir!” Não deve, por isso, fazer os exercícios sem supervisão de um personal trainer, ou então pode estar apenas a agravar o problema.

*Evitar ‘suar’ a camisola

“Nem todos os treinos implicam transpirar ao ponto de parecer que saiu directo do chuveiro”, lembra Vanda. “Mas o suor é uma resposta fisiológica que deve ser estimulada. Quando transpiramos, não só desintoxicamos o nosso organismo, como também permitimos que o nosso “termostato” natural funcione (o suor ajuda a arrefecer a pele e a manter a temperatura do nosso corpo dentro de valores normais).”

*Realizar movimentos abruptos

“Sim, isto acontece, e relaciona-se com o desejo de ‘despachar’ o exercício: como 20 repetições são uma ‘seca’, quanto mais rápido fizer, mais rápido termino! O problema é que a velocidade a que se executa um exercício é um dos segredos da prescrição do treino e deve variar de acordo com os objectivos de treino.”

Cantora Madonna vai lançar produtos de beleza

A cantora vai estender a marca Material Girl a produtos de cosmética

http://aeiou.activa.pt/belezaesaude/corpo/2011/07/18/lourdes-e-madonna/ALTERNATES/w620h395/Lourdes+e+Madonna A marca Material Girl, de Madonna e da filha de 14 anos, Lourdes, vai crescer e estender-se à cosmética. Depois das linhas de roupa, a cantora prepara-se para lançar em colaboração com a Macy’s, vernizes, lipglosses e loções já em agosto. Em setembro a marca lança sombras para olhos.

A marca Material Girl, de Madonna e da filha de 14 anos, Lourdes, vai crescer e estender-se à cosmética. Depois das linhas de roupa, a cantora prepara-se para lançar em colaboração com a Macy’s, vernizes, lipglosses e loções já em agosto. Em setembro a marca lança sombras para olhos.

Ao site WWD, Lourdes explicou como adorou o processo de seleção de produtos e essências: “Foi muito divertido poder escolher as essências para os produtos de corpo Material Girl e para os lipglosses. O produtos corporais têm nomes como Wicked Watermelon (melancia malvada), Midnight Magnolia (magnólia da meia-noite) e Sinful Sugar (açúcar sem pecado). Escolhi as fragrâncias que gosto”, disse a adolescente. Lola foi mesmo elogiada pela responsável do produtos, Lanie List, que referiu que a filha de Madonna tem um “sentido muito apurado”, mas que todos os produtos tiveram de passar pela aprovação da rainha da música pop.

“É um trabalho em equipa. Se a Lola surge com uma ideia que Madona não acha apropriada para a marca, recusa-a. Ela é uma expert em comunicação da marca”, disse Lanie List sobre Madonna.

Adele e Chris Brown atuam no MTV

A MTV anunciou hoje o primeiro line-up de artistas que vão subir ao palco dos MTV Video Music Awards 2011 já no próximo dia 28 de Agosto, em directo do Nokia Theater em Los Angeles.
https://i0.wp.com/aeiou.activa.pt/incoming/2011/07/29/mtv_chris-brown.jpg/ALTERNATES/w220h335/MTV_Chris+Brown.jpg  https://i1.wp.com/aeiou.activa.pt/incoming/2011/07/29/mtv_adele.jpg/ALTERNATES/w220h335/MTV_Adele.jpg 
Nos MTV Music Awars, as performances vão estar a cargo da cantora e compositora Adele, cujo single “Rolling in the Deep” conta com sete nomeações para esta edição. Mas também a super estrela Lil Wayne irá subir ao palco, bem como Chris Brown que garante estar a preparar uma atuação para surpreender os fãs.

Como ter umas pernas sem celulite

Os melhores produtos e tratamentos para combater a celulite

 

https://apenasnoticias.files.wordpress.com/2011/07/sem-celulite.jpg?w=200

Ela é causada por uma conjugação de vários fatores ligados entre si: acumulação de gordura, claro, mas também má circulação, má eliminação de toxinas nas células, retenção de líquidos, alteração e enfraquecimento do tecido de suporte da pele. Por isso os tratamentos adelgaçantes de instituto mais recentes usam aparelhos que combinam várias técnicas, para agir ao mesmo tempo nessas várias vertentes e conseguir melhores resultados mais rapidamente.

É o caso do Biotime (Clínica do Tempo), que junta termoterapia, infravermelhos, eletroestimulação e ultrassons; do VelaSmooth (Clínicas Em Forma), que usa infravermelhos e radiofrequência; ou do Lumicell Wave 6 (informações em http://www.marlicel.com), que alia massagem fotopneumática, ultrassons e radiofrequência bipolar. E até as Clínicas Pedro Choy apostam numa abordagem multidisciplinar ao problema, combinando acupuntura com estimulação elétrica, fitoterapia e um regime alimentar específico.

Os tratamentos ‘clássicos’, como a endermologia (massagem de rolamento/sucção feita com um aparelho), carboxiterapia (destruição das células gordas por aplicação de CO2) e mesoterapia (microinjeções de substâncias antigordura) também permitem obter bons resultados.

Quanto aos cremes, a sua missão é melhorar o aspeto da pele – e cumprem-na com cada vez maior eficácia, desde que sejam usados regularmente.

Solução para crise da dívida dos EUA

Depois de 2 de agosto, país pode ficar sem dinheiro para honrar dívidas.
‘Há muitas maneiras de sair dessa confusão, mas o tempo está acabando’.

A quatro dias do fim do prazo a partir do qual o país ficará sem dinheiro para honrar dívidas, o  presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou a cobrar nesta sexta-feira (29) que republicanos e democratas cheguem a um acordo para resolver o impasse em torno da crise da dívida norte-americana. Em pronunciamento que durou menos de dez minutos, Obama pediu que a população mantenha a “pressão sobre Washington” e disse que qualquer solução para o tema precisa ser conseguida pelos dois partidos.

Obama , em pronunciamento (Foto: Reuters)
Obama , em pronunciamento nesta sexta.
“O que está claro agora é que qualquer solução para evitar um default (calote) precisa ser bipartidária”, disse o presidente em discurso proferido na Casa Branca, um dia depois de os líderes republicanos na Câmara adiarem mais uma vez a votação de seu plano, quando ficou claro que eles não tinham votos suficientes para aprová-lo.

O governo dos Estados Unidos está correndo contra o tempo para não colocar em risco sua credibilidade de bom pagador.

A elevação do teto da dívida permitiria ao país pegar novos empréstimos e cumprir com pagamentos obrigatórios.

Em pronunciamento nesta sexta, o presidente norte-americano declarou que “há muitas maneiras de sairmos dessa confusão, mas nós estamos quase sem tempo”, afirmou o presidente.

“Não é uma situação na qual as duas partes estejam a quilômetros de distância”, afirmou Obama, que pediu que os norte-americanos continuem a “fazer sua voz ser ouvida”, por telefone, e-mails e Twitter, para que “mantenham a pressão sobre Washington”.

Por trás da discussão em torno dos números da dívida, há uma disputa política entre parlamentares do governo e da oposição.

A oposição republicana, adversária política de Obama, exige que o aumento do limite seja vinculado a cortes maiores no orçamento americano dos que os desejados pelo governo democrata, com medidas como corte de benefícios sociais, que poderiam afetar a vida do cidadão americano.

(Veja vídeo: economista comenta discurso de Obama na Globo News)

Durante o discurso, Obama sinalizou que aceitaria um plano de duas partes para elevar o teto da dívida, atualmente em US$ 14,3 trilhões, em que a segunda parte incluiria uma reforma tributária tributária e mudanças nos programas de benefício social.

Obama destacou, no entanto, que a primeira parte do plano deveria ser longa o suficiente para durar em 2012. Do contrário, “o país teria que reviver esta crise em alguns poucos meses”, alertou.

Perda de credibilidade
O presidente ainda alertou que, caso os dois partidos não cheguem a uma solução comum, os EUA poderão perder sua credibilidade no mercado por questões meramente políticas.

“Se não fizemos isso poderemos perder a credibilidade AAA do nosso país, não porque não temos condição de pagar nossas dívidas, mas porque não temos um sistema político AAA”, disse Obama, referindo-se à nota dos títulos norte-americanos no mercado, que atualmente são considerados os mais seguros do mundo.

Este mês, em meio às discussões sobre a elevação do teto da dívida, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s afirmou que existe uma entre duas possibilidades de que poderá rebaixar a nota ‘AAA’ de crédito dos Estados Unidos se o país não chegar logo a um acordo para elevar o teto da dívida do governo.

Para o presidente, tal situação seria “imperdoável”. “Há muitas crises no mundo que não podemos prever ou evitar, como furacões, terremotos. Essa não é uma delas”, disse.

Nokia perde em smartphones para Apple e Samsung

Apple vendeu o recorde de 20,3 milhões de iPhones no 2º trimestre.
Já a Samsung comercializou 19 milhões de smartphones no período.

A Apple e a Samsung puseram fim aos 15 anos de liderança da Nokia nas vendas de smartphones no segundo trimestre, conforme dados divulgados nesta sexta-feira (29).

A Nokia dominava o mercado de celulares inteligentes desde que lançou o modelo Communicator, em 1996. No entanto, a concorrência das duas rivais mais próximas e uma queda nas vendas derrubaram a empresa do primeiro para o terceiro lugar no trimestre passado.

https://i1.wp.com/www.euligo.com/wp-content/uploads/2011/06/apple-samsung.jpg

A Apple vendeu o volume recorde de 20,3 milhões de iPhones no segundo trimestre. Já estimativas de analistas mostravam que a Samsung teria comercializado 19 milhões de smartphones no período, bem acima das 16,7 milhões de unidades vendidas pela Nokia. O grupo sul-coreano se beneficiou da forte demanda por aparelhos equipados com o Android, do Google. “A linha Galaxy, da Samsung, se mostrou popular, especialmente o modelo S2, um dos mais caros”, disse Neil Mawston, analista da Strategy Analytics.

Smartphones crescem
A Strategy Analytics estima que o mercado de celulares inteligentes tenha crescido 76% no trimestre em termos de volume, ante o mesmo período em 2010. A ABI Research foi um pouco mais cautelosa em sua estimativa, calculando alta de 62% para o segmento.

O crescimento do mercado global de celulares também desacelerou no segundo trimestre, acompanhando as vendas de modelos básicos, que caíram pela primeira vez em sete trimestres, decorrente da contenção de gastos dos consumidores, informou nesta sexta-feira (29) o grupo de pesquisa IDC.

Segundo o IDC, embora as fortes vendas de smartphones tenham crescido 11,3% ano a ano, somando 365,4 milhões de aparelhos, o resultado representa desaceleração ante o avanço de 16,8% visto no primeiro trimestre.